Vemos há bastante tempo o universo mudando por conta da tecnologia. Já não fazemos mais do mesmo jeito coisas que fazíamos antes. Alugar um imóvel de temporada, pesquisar hotéis, pedir por transporte público, encontrar um melhor trajeto no trânsito, fazer compras e uma infinidade de outras atividades do nosso cotidiano estão de alguma forma conectadas na internet e no smartphone. Um amigo até brinca, ‘olha o mundo que engraçado, foi mudar logo na minha vez’!

E neste mundo hiperconectado, onde a informação e o entretenimento estão sempre juntos, e vemos uma infinidade de conteúdo sendo despejado em nossas redes sociais, a atenção e o propósito se tornam artigos de luxo para negócios que querem se conectar com essa audiência dispersa nas redes e páginas navegadas na internet. Contar uma boa história sempre foi a máxima na comunicação, e hoje trazer uma narrativa, onde o meu negócio possa presentear essa turma com conteúdo relevante, que seja engraçado, divertido, educativo, reflexivo, útil e informativo é um caminho que prende o espectador do início ao fim, gerando uma conversa com o seu negócio, e marca presença.

Um cenário de oportunidade, que humaniza seu estabelecimento e cria um vínculo com quem está do outro. Pense bem. Se você é um prestador de serviço da área de contabilidade, pode em suas redes sociais dar dicas financeiras, de economia doméstica, de investimentos, de prestação de contas, de algo que você sabe fazer e pode compartilhar com as outras pessoas. Essa ação vai tornar você uma autoridade perante a quem gosta de conhecer sobre este universo. E quando precisar de um profissional, vai com certeza procurar e também indicar você.

E correr riscos é o primeiro degrau para quem quer despontar e se conectar com este público que está nas redes sociais, que tem interesses dispersos e nem sempre está aberto a interromper seu entretenimento para receber um anúncio, mas busca se relacionar com o que você pode oferecer para ele, e no que você acredita que pode fazer para melhorar o mundo.  A venda se torna uma consequência deste relacionamento e dessa importância que seu conteúdo gerado nas redes sociais tem para a vida de quem te segue.

Mas para entrar neste universo temos que mudar o ‘mindset’, entender que essas histórias falam de pessoas e não de panfletagem. É preciso que a enxergar história humanas e se colocar no lugar deles, o que gostariam de saber de mim? Pessoas querem se conectar com pessoas nas redes sociais.

Produzir conteúdo para as redes sociais não é tarefa fácil. Mas comece devagar. Dois posts por semana, alguns stories, e logo você toma gosto, ou contrata um profissional da área de marketing digital para te ajudar. É um gostoso desafio, que está aberto e indica ser um caminho de ressignificação da comunicação, principalmente em momentos de abre e fecha e de distanciamento social. Um processo cultural, que envolve público, empresas, seu negócio e principalmente você. Depois me conta como está se saindo!

Eduardo Soares

Presidente da APP Ribeirão, Publicitário e Professor, mestre em Desenvolvimento Regional e especialista em Marketing digital.