A pandemia do Covid-19 tem obrigado as empresas a enfrentar diversos desafios, principalmente o relacionado à redução do faturamento. Para equacionar esse grave desafio, as empresas precisam se reinventar. Porém, acredito que tal reinvenção deve passar pela prática do home office, pois, caso os casos continuem aumentando no Brasil, tudo indica que haverá um endurecimento dos governos estaduais em relação ao isolamento social, que os especialistas em saúde comentam ser a estratégia mais eficaz, neste momento, para combater um iminente colapso no sistema de saúde.

Desde o começo da quarentena, muitas empresas permitiram que seus colaboradores passassem a trabalhar em home office. Contudo, a verdade é que a imensa maioria não estava preparada para trabalhar em casa e, para piorar a situação, as empresas não tiveram tempo para treiná-los.

À princípio, o home office traz inúmeras vantagens para o colaborador e a empresa, porém, essa forma de trabalho exige muita disciplina, concentração e organização. Visando contribuir para o aperfeiçoamento do trabalho via home office, apresento, na sequência, algumas dicas divulgadas pelo site UOL, que visam aumentar a produtividade das pessoas no home office:

1. Trabalhe no horário em que se sente mais disposto: trata-se de conhecer seu organismo e disciplinar o horário de início e fim do trabalho com aquele no qual se sente melhor para realizar as tarefas. “Ser produtivo é entender quando estou mais disposto. Se eu me conheço bem e sei que produzo melhor à tarde, posso me dar ao luxo de flexibilizar meu horário e aproveitar as melhores horas do meu organismo”, aconselha Andrea Piscitelli, professora da FAAP e do MBA FIA em gestão humana;

2. Não comece pelo mais fácil: antes de começar a trabalhar, reveja as prioridades e questione-se: “Se eu fosse meu chefe, o que julgaria mais importante?”. Quando trabalhamos em casa, a tendência é pensar sempre no que é mais confortável, e nem sempre isso será o mais importante para aquele dia. “Estabeleça uma ordem do que realmente deve ser prioridade e escreva para não se perder”, fala Andrea Piscitelli;

3. Não deixe problemas domésticos interferirem no seu trabalho: o grande desafio dessa regra é fazer valer com seus familiares, amigos e vizinhos o compromisso de que não é porque você está trabalhando em casa que está sempre disponível. “O profissional pode estabelecer, com quem mora junto, códigos como um aviso de porta ou uma faixa vermelha na cadeira quando precisar de concentração e silêncio. Depois de um período, vira rotina e todos se acostumam”, diz Marina Sell Brik;

4. Equilibre a vida: segundo Claudia Klein, consultora empresarial da Argumentare, empresa de estratégia e diagnóstico de Recursos Humanos, o estresse físico e emocional gera a perda de eficiência e, por isso, é importante equilibrar a carga horária de trabalho com as horas destinadas às atividades de lazer. Assim, a mesma disciplina exercida com a carreira deve se repetir na vida pessoal. “Isso inclui dormir bem e evitar os excessos. Essas atitudes são fundamentais para qualquer um que deseja produzir mais”, explica;

5. Faça uma pausa de no mínimo dez minutos e no máximo 15 a cada 1h30 de trabalho: “O período de 1h30 é o tempo máximo para trabalhar concentrado sem desviar a atenção e é considerado o pico de produtividade. A tendência é que depois disso a eficiência diminua. Após a pausa, é possível reiniciar esse ciclo”, explica. Nesses minutos, Andrea aconselha fazer qualquer coisa que não tenha a ver com o trabalho. “Você pode andar pela casa, ligar a TV, ler alguma reportagem em uma revista, entre outras coisas”;

6. Preserve seu espaço de trabalho: é importante ter um ambiente apenas para o trabalho, mesmo que não tenha muito espaço em casa. Para a consultora em gestão humana Andrea Piscitelli, trabalhar em um lugar desorganizado, poluído e que cruza informações profissionais com pessoais, atrasa o processo de produção e aumenta a chance de distração.

Fonte: http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2014/06/23/seis-regras-simples-garantem-a-produtividade-no-home-office.htm

Murilo Carneiro, consultor e professor universitário, mestre em Administração pela FEA-RP/USP, e-mail:[email protected]