Governo avalia propor novo imposto exclusivo para Renda Brasil

A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro passou a avaliar uma saída para a criação de um novo imposto que não contamine o debate da reforma tributária no Congresso. 

Em uma série de reuniões nesta sexta-feira (31), o ministro da Economia, Paulo Guedes, e líderes partidários da Câmara discutiram a possibilidade de o governo enviar ao Legislativo a proposta de uma nova alíquota exclusiva para financiar o Renda Brasil. 

Segundo a CNN apurou, a ideia é que o novo tributo seja inserido na PEC (proposta de emenda à Constituição) sobre a criação do programa de renda mínima. A avaliação é a de que o impacto econômico da crise do novo coronavírus exige um esforço para que a população de baixa renda não fique desassistida. 

O Renda Brasil, segundo o governo, será uma ampliação do Bolsa Família — além de estendê-lo a mais pessoas, a ideia também é elevar o valor do benefício. A equipe econômica trabalha para anunciar o programa antes do fim do pagamento do auxílio emergencial. 

De acordo com relatos, Guedes foi alertado de que a inserção do novo imposto na discussão sobre a reforma tributária tem potencial para travar o debate e que a proposta de uma alíquota exclusiva para financiar um programa social tende a unir o Congresso.

Embora o modelo ainda não esteja fechado, a ideia é que novo imposto incida sobre pagamentos, sobretudo no comércio eletrônico. O tributo, de acordo com cálculos iniciais da Economia, poderia render pelo menos R$ 120 bilhões.

Fonte: CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *